quarta-feira, junho 22, 2011

Passagem de Trabalho

A passagem de trabalho (ou passagem de serviço) é daquelas coisas que me parece ser indiscutivelmente importante. Aliás, em qualquer empresa com o mínimo de organização, e com uma realidade de trabalho que sugere a coordenação de equipas (turnos), é importantíssimo que a passagem de trabalho tenha lugar e seja bem feita. O que nem sempre acontece, avanço desde já.

Os portugueses têm um problema gravíssimo e que decorre de décadas de uma mentalidade errada, tacanha e com o receio infundado de "escreverem" o que quer que seja, por forma a ficarem "defendidos" e afirmarem que nunca disseram ou fizeram algo. Ou seja, por outras palavras, há 40 anos havia a cultura que passava pelo "uso e abuso" da oralidade no que quer que se quisesse transmitir. Informação mais importante, informação menos importante. Raro era o que ficava escrito. Com receio de se poder ser acusado de algo ou de ter algo escrito que o/a comprometesse.

Ao longo dos anos tenho notado que esta mentalidade se perpetua. Na medida em que passei por várias empresas onde o trabalho por turnos era uma realidade, também as passagens de trabalho o eram. O que constato, hoje em dia, é que nunca vi seriedade nas mesmas. É claro que conhecedor da realidade específica percebia o porquê das coisas. Mas sempre me insurgi contra este tipo de postura e ausência de profissionalismo.

A passagem de trabalho feita com profissionalismo atesta a "quem vem a seguir" o que está feito e o que está por fazer. Evita o "duplo trabalho", ou seja, que a mesma tarefa seja efectuada duas vezes (a não ser que seja mesmo necessária). Por outro lado, responsabiliza - preto no branco - alguém. E é aqui que reside a razão de muitas das passagens de trabalho serem feitas verbalmente. 

Na infelicidade de ocorrência de um azar qualquer (e.g: acidente de trabalho) e sendo necessário perceber o que de errado aconteceu, os intervenientes, a análise das causas, torna-se complicada esta tarefa. E muito. Porque natural e logicamente vão ser encontradas muitas lacunas de informação e será complicado fazer ligações. Porque contrariamente ao que seria desejável (e normal) nada está escrito. Porque as passagens de trabalho são mal efectuadas. Seguindo o critério que era seguido no antigamente. O que não é de todo bom.

Próximo Tema: Copianços

Sem comentários: