terça-feira, setembro 20, 2011

Desnorte

Acho que já aqui desenvolvi algumas vezes este tema de hoje. Mas não tem mal. Ainda que com outras palavras, e eventualmente outro(s) estado(s) de espírito, confesso que este é um daqueles assuntos que nunca "sai de moda". Por outras palavras, há sempre alguém que conhecemos que precisa de uma ajuda, de apoio para retomar o caminho certo, o seu "norte".

O desnorte é mau. É alguém sentir-se perdido. Ou não se sentindo (quando toda uma série de indicadores que assim o sugerem) o caso ainda é mais grave. Tenho tido a felicidade de conhecer várias pessoas desnorteadas ao longo desta minha breve e humilde existência. Frequentemente entendo que a minha "missão", aqui no Planeta Terra, passa por ajudar alguém a ver determinada situação a partir de outra perspectiva. Parece conversa de "serrar presunto" mas é a realidade. A minha realidade.

Não tenho qualquer pretensão a ser beatificado. Contudo, entendo que não é por acaso que num determinado momento o destino cruza a minha humilde e despreocupada vida com a de algumas pessoas. Sim, algumas que lêem estas linhas neste momento. Como seria a vida se naquele dia, naquele minuto o destino não tivesse decidido cruzar os nossos caminhos? Não tenho dúvida que não seriam tão felizes como são por me conhecerem.

Será nestes "encontros" que tenho percebido que há muita gente que anda sem rumo há algum tempo. Que anda ao engano. Sem um sentido certo. Sem saber bem o que fazer. E terá sido com algumas destas pessoas que felizmente o destino cruzou os nossos caminhos. E em alguns casos esforço-me, da melhor forma que sei, a ajudar as tais pessoas encontrar o tal "norte".  E assim continuarei. Para sempre.

Próximo Tema: Ser Tio

1 comentário:

Anónimo disse...

Se seríam mais felizes? Depende do ponto de vista de cada uma dessas pessoas...mas não sería a mesma coisa :)

MM