quinta-feira, setembro 29, 2011

Fazer as Malas

Fazer as malas nunca constituiu para mim motivo de stress ou de ansiedade. Desde que me recordo, e já lá vão uns bons anos em que faço as malas sozinho, nunca "perdi o sono" a pensar no que falta colocar na mala ou simplesmente se a levo...

Como em tudo o que acontece comigo, também aqui se obedece a uma religiosa organização. Não deixo para o último minuto a consecução desta tarefa. Tenho de perceber algum tempo antes, um ou dois dias, o que vou levar, o tipo de evento que poderá acontecer e claro, estar preparado para algumas surpresas, como sejam "medalhas" de molho ou uma qualquer outra nódoa inesperada. Posto isto, não há ciência nenhuma em organizar um monte de roupa, deixar os sapatos por perto, validar se tenho tudo no necessaire (incluindo pasta de dentes, máquina e espuma de barbear - até porque já me aconteceu levar escova de dentes e não levar a pasta e vice-versa) e no dia da viagem, colocar tudo dentro do saco ou mala, cumprindo o meu check-list mental.

Faz-me alguma confusão como é que as pessoas não são práticas nesta matéria. Já tive oportunidade de viajar várias vezes com outras pessoas, ao longo dos anos. O sentimento que tenho é que se complica em demasia o que é tipicamente simples. Aquele juízo usualmente faço, no sentido de (mais uma vez) garantir que não "sinto"  a 3ª Lei de Murphy, é  levado muito a peito por algumas pessoas. Assim sendo, onde eu levo uma camisa a mais para um qualquer azar que possa ter lugar...não raro levam 3. Onde eu cometo o pequeno luxo de levar um par de sapatos mais confortável e um par de botas, levam 2 pares de sapatos mais confortáveis (para demonstrar variedade), e por aí adiante!

Haja paciência...e tempo para esta simples tarefa...

Próximo Tema: Regalias Sociais

Sem comentários: