segunda-feira, setembro 12, 2011

Gastronomia Portuguesa

Anualmente tem lugar um concurso de gastronomia portuguesa. Para quem como eu é "bom garfo", é natural que siga este tipo de evento com particular interesse e....sempre "aguado".

Tenho a felicidade de conhecer vários tipos de gastronomia. Dos mais variados países. E constato que a portuguesa continua a "dar cartas" neste assunto. Pessoalmente, não encontro melhor. Poderá parecer um pensamento tendencioso, mas não é. A gastronomia portuguesa tem de interessante o que tem de variado. Desde os célebres "Rojões à Minhota", pelos tradicionais e seculares "Pastéis de Belém", pelo incontornável e nutritivo "Gaspacho" até ao delicioso "Bolo de Alfarroba" (regado com uma amadurecida aguardente de medronho), são vários os exemplos que poderia aqui adiantar por forma a evidenciar a inesgotável variedade de especialidades deste pequeno "rectângulo de terra".

Conclui-se logicamente que não podia deixar de apoiar e incentivar a realização destes concursos para eleição das 7 melhores iguarias gastronómicas. Qual  concurso para as 7 maravilhas do Mundo. Contudo, e como não podia deixar de ser, há algo que tenho a apontar como menos bom. Ainda que Portugal ganhe uma projecção muito significativa ao nível internacional e seja inquestionável a promoção do País em algo em que é notoriamente bom. O facto de ainda não ter sido convidado para fazer parte do júri. Tenho a certeza absoluta que faria um excelente trabalho. Dedicado. Empenhado e comprometido em dar o meu melhor nesta tarefa. Ao sabor de uma cataplana de tamboril ou de um delicioso ensopado de borrego...ou de um arroz de polvo à moda do Minho...ou das francesinhas...e por aí adiante.

Com tudo isto, é melhor ir andando porque já fiquei com fome!

Próximo Tema: Despreocupação Ambiental

2 comentários:

Anónimo disse...

Ainda bem que recomeçaste o ginásio :)

Anónimo disse...

é sempre agradável ler-te... tens ainda pendentes uns textos com temas interessantes e nunca mais os publicas.