quinta-feira, setembro 22, 2011

Pacote de Leite

Uma conhecida marca de leite, que desde sempre se gastou cá em casa, mudou recentemente o formato do pacote de leite.  Este acontecimento não seria de relevo, não fosse a mudança reflectida na minha vida. Eu explico.

Nos clássicos pacotes de leite de há 500 anos, era necessário descolar um dos "bicos" laterais, desdobrá-lo, levantá-lo e cortar a  "ponta" (curiosa a sugestiva combinação de palavras...adiante). Assim foi durante uns 300 anos. De há 200 anos para cá, e numa altura em que havia dinheiro  a rodos e não se olhava aos custos de produção, introduziram-se alterações nos pacote de leite. Deixou se ser necessário partir uma unha a descolar um dos "bicos" do pacote. Introduziu-se o fecho do pacote recorrendo a uma tira de papel de alumínio e uma pequena tampa plástica. E aqui começa a minha odisseia.

Se abrir a tal pequena tampa plástica era mais fácil do que roubar um doce a um septuagenário distraído, já o mesmo não podia ser dito acerca da abertura da remoção da tal tira de papel de alumínio. Em milhões de pacotes de leite que abri até há meia dúzia de dias atrás, apenas em 3 ou 4 não me salpiquei de leite. E esses 3 ou 4 pacotes foram abertos de forma diferente. Como? Com pequenos furos nessa tira de papel de alumínio com a ponta de uma faca. E porque não fiz sempre assim? Porque sempre entendi que a tal tira de papel de alumínio deveria ser removida sendo "puxada". Para isso lá estava a mesma. E sempre que a tentei remover, salpiquei-me com pingos de leite. Já era normal.

Esta inglória e frustrante tarefa de abrir um pacote de leite "dos antigos", sem me salpicar com pingos de leite, parece-me ter os dias contados. O formato do pacote mudou. Talvez em consequência das queixas de pessoas como eu, que cheguei a ponderar ainda há bem poucos dias e depois de ter ficado com mais uns pingos de leite um pacote de leite sem me sujar.

Para terminar, gosto imenso do novo pacote de leite. Formato mais moderno, com abertura fácil. E já consegui abrir uns 10 pacotes sem me sujar. Extraordinário!

Próximo Tema: Adiamentos

Sem comentários: