quinta-feira, setembro 01, 2011

Saudades

Isto de se ter saudades tem muito que se lhe diga. Obviamente que sinto saudades daqueles que me eram muito queridos e que já partiram deste mundo. Por algum motivo me marcaram. Por algum motivo deixaram boas recordações. Por algum motivo agradável me recordo deles e sinto saudades. Não me parece razoável sentir saudades de alguém que nos fez mal, é claro. Paralelamente também sinto saudades de uma vida despreocupada e sem responsabilidades, em que "jogava ao guelas" (fazendo batota) nos intervalos da escola ou naquelas ocasiões em que não ia às aulas de Religião e Moral para ficar a jogar à bola...ok, tentar jogar. Sinto saudades desses momentos únicos que me marcaram de alguma forma. Mas hoje falarei sobre as saudades de alguém.

A saudade é caracterizada pela privação ou falta de alguém. Esta privação poderá ser temporária (viagem, trabalho no exterior) ou definitiva (morte). Em qualquer um dos casos, havendo uma boa relação com quem se ausenta ou "parte", surge a saudade. Parece-me lógico que qualquer pessoa sinta saudades de alguém. A menos que não goste de ninguém (ou ninguém goste dele) e more longe da civilização dentro da sua carica. Na maioria das vezes, todas as pessoas gostam de alguém. Se disserem que não, estão obviamente a mentir. Também não deixa de ser curioso constatar que aqueles que se dizem mais "duros" e que juram não ter saudades de ninguém....são os que mais sentem a falta de alguém querido. 

Não vejo problema absolutamente nenhum em alguém reconhecer que se sente a falta de outra pessoa. Aliás, só mostra que gosta (ou gostava) dessa pessoa. E que certamente guardará na memória as boas recordações vividas. Momentos únicos vividos com essa pessoa única. 

Saudades é isto. Guardar para sempre alguém dentro do coração.

Próximo Tema: Estados de Espírito

3 comentários:

Anónimo disse...

A saudade não é só sentida por quem fica...Quem tem de partir também a sente...Mas, muitas vezes, a distância física e temporal, que fez despoletar tal estado de espírito, não é será somente negativa. Aprendi que pode, ajuda a ver com mais clareza aquilo que não nos era tão evidente...A saudade sentida pela privação de alguém, que se tornou importante para nós, às vezes por "mero acaso", pode não ser somente um mero estado de espírito angustiante...eventualmente,pode revelar-se frutífera, reveladora, ao aguçar-nos sentimentos que nem sabíamos que nutríamos... Aconteceu comigo.

Ana disse...

"Saudades é isto. Guardar para sempre alguém dentro do coração.
E eu que achava que já nada me espantava...

Anónimo disse...

Quem não sente saudades, não tem capacidade de sentir. Saudade é bom mas ao mesmo tempo é angustiante, uma forma forte de cortar com algo, seja esse algo um sentimento ou a própria vida...