quinta-feira, outubro 27, 2011

Pintar o cabelo

Que fique desde já claro que gosto de ver homens de cabelo grisalho, mas não gosto de ver mulheres com o cabelo grisalho ou também chamado de "sal e pimenta". Chamem-lhe pancada, mas é a minha opinião.

Tenho cabelo branco de há muitos anos a esta parte. Com o avançar da idade começo a ter as "melenas" brancas cada vez mais visíveis e dentro em pouco estarei como o D. José Policarpo. Não falta muito...E com o cabelo mais comprido notam-se muito mais os meus charmosos cabelos brancos.

Confesso que jamais pensei em pintar o cabelo. A ideia de pintar o cabelo é longínqua. Muito longínqua.Ver um homem de cabelo pintado é como ver uma mulher que orgulhosamente ostenta um farto bigode de cofiar ou umas pernas que nunca experimentaram a lisura e precisão de corte de uma lâmina de depilação. Ou seja, é contra-natura.

Outra ilação que retiro com facilidade, é que existem diferenças na forma como os cabelos são pintados. Falo dos homens e mulheres que pintam o cabelo. Pintar o cabelo tem um inconveniente. Requer manutenção e acima de tudo atenção de quem gosta de ter outra cor de cabelo que não a original. O que constato com uma relativa frequência é que há pessoas que não reconhecem o valor da palavra "atenção" aquando da necessidade em pintar o cabelo. Quero com isto dizer que é pouco bonito ver as raízes do cabelo "original" aparecerem por baixo do cabelo "emprestado". Em alguns casos (e ninguém me contou, eu já vi), é possível ver aquilo a que chamo o "cabelo tricolor". Passo a explicar.

Cabelo "tricolor" é uma mescla entre o cabelo "original", cabelo branco e cabelo "emprestado" ou pintado. É um espectáculo única e através do qual se percebe claramente que há uma zanga séria entre essa pessoa e o seu(sua) cabeleireiro(a). O que não deixa de ser curioso. Nos dias que correm, é mau que as pessoas se zanguem. Por um lado, o cabeleireiro porque tem de pensar na sobrevivência do negócio nesta crise profunda que veio para ficar. Por outro lado, uma avestruz azul chama menos a atenção do que alguma pessoas com o cabelo mal pintado. Ou que não é bem mantido.

Para concluir, uma palavra de apreço aos corajosos(as). Às pessoas que pintam o cabelo em casa. Percebendo tanto de pintura do cabelo como de reprodução dos esporângios, é também este um motivo para umas francas e sonoras gargalhadas. Afinal, quem o faz em casa, consegue fazer "dois em um": pinta o cabelo branco e ainda consegue pintar o couro cabeludo. Tem a sua piada e é original!

Próximo Tema: Lucros das grandes empresas

Sem comentários: