terça-feira, outubro 11, 2011

Optimismo

Ser optimista nos dias que correm é quase como ser um larápio numa daquelas convenções anuais da polícia. É ser audacioso. Corajoso.

Diz-se comummente que é necessário encarar o dia-a-dia com serenidade e optimismo. Confesso que estas duas palavras são de utilização algo complicada para mim. Não por gostar de um registo fatalista ou de vitimização gratuita, mas sim porque tenho de admitir que nos dias que correm é complicado estar sereno ou ser optimista.

Invejo as pessoas que vivem num universo paralelo. No mundo da fantasia. Onde não há dívidas das ilhas que são descobertas e que fazem com que uma série de contas careçam de ser revistas, por forma a cumprir o acordo com a União Europeia. Onde não há corrupção nos órgãos decisores da máquina estatal e onde há um sistema judicial justo e expedito. Onde todas as pessoas têm acesso a um sistema de saúde que funciona eficiente e eficazmente. Onde não há pedofilia. Onde não há verba para gastar dinheiro em obras megalómanas e sem qualquer tipo de interesse em momento de acentuada recessão económica. E mais exemplos poderiam ser avançados.

Talvez sejam pessoas mais felizes. Talvez consigam separar o que é realmente importante do que é naturalmente acessório e supérfluo. Deverá ser esse o caminho. Para o optimismo. E talvez com vista à obtenção de uma melhor qualidade de vida. Quem sabe...

Próximo Tema: Fingimentos

Sem comentários: