domingo, agosto 11, 2013

Esta semana que vem perfaço um mês e meio de ginásio e corrida. Um mês e meio de aposta em mi  mesmo. Uns dias com mais vontade. Outros com menos vontade. Mas não deixo de treinar.
Os resultados não podiam ser melhores na minha última avaliação (2ª)  que fiz com o meu instrutor. Melhorei consideravelmente alguns parâmetros (incluindo perda de pêso) e percebe-se uma conversão de massa adiposa em massa muscular. O que "per se" é francamente positivo, na minha leitura de leigo nestas matérias. É conhecida a minha curiosidade em matéria de exercício físico. Também é público que a minha envolvência com a corrida, por exemplo, começou há coisa de ano e meio. O ginásio, em coexistência com a corrida, começou há muito menos tempo. Antes de ter começado a fazer o que quer que fosse...alguns anos de sedentarismo e um tímido (mas gradual) excesso de pêso que me tornava bastante insatisfeito. E reagi. Tinha de reagir.
A par e passo com o exercício físico intenso - na medida em que actualmente treino todos os dias (ou corro ou faço ginásio) - passei também a ter uma atenção especial com a alimentação. Aprendi a "fechar" a boca, se preferirem. E naturalmente que isso contribuiu significativamente e de forma decisiva para a consolidação e "fecho com chave de ouro" das minhas pretensões em ter uma condição física muito melhor do que aquela que tinha até há uns anos (ou mesmo meses) atrás.
Um aspecto que também não foi descurado foi sem dúvida alguma a parte psicológica. Aumentou de forma inigualável a minha determinação, espírito de abnegação, definição (e superação) de objectivos pessoais e ainda a força de vontade em ir treinar depois de ter passado um destes últimos dias de calor infernal a trabalhar. Quem me conhece bem sabe o que isto significa. Para quem não me conhece ou não me conhece tão bem imagina-se o efeito que a luz solar tem nos vampiros. É um pouco o efeito que o calor tem em mim.
Dentro em breve entrarei em férias. Afastado 15 dias do ginásio não quer dizer que fique "parado" no exercício físico. Aquando do meu regresso sei que irá ser "desenhado" um novo plano de treino. Mais duro, mais específico para ir ao encontro dos meus objectivos. Também farei nova avaliação que estou certo que irá reflectir melhorias em alguns aspectos e justificar o meu afinco e dedicação diária. A ver vamos!

1 comentário:

Anónimo disse...

Fazes mto bem em cuidar de ti...
Faço exercício físico há mais de dez anos, principalmente por uma questão de gosto, duas, três vezes por semana e vou variando nas modalidades, faz-nos bem.
Gostei de saber " um dos aspetos que também não foi descorado, foi sem duvida alguma a parte psicológica......... A ver vamos!"
Bj

PAz