domingo, março 02, 2014

Manipulação

Tenho vindo a perceber (ou por outra, a pensar mais) na questão da manipulação. Falo de manipulação de mentes.
Para mim, e desde já informando que não disponho de qualquer tipo de suporte científico que corrobore o que vou desenvolver dentro em pouco, há dois tipos de manipulação: a manipulação controlada (e portanto voluntária) e a manipulação por outrem e consequentemente involuntária. Por partes.
Desde há muitos anos a esta parte que se fala em manipulação "controlada" da mente. Certamente que terá outro nome científico mais pomposo, mas o que me interessa, neste momento, é possibilitar que seja feita  a destrinça entre algo que tem um conhecimento científico associado (e que suporta determinado tipo de acção) e algo que não tem.
Na manipulação da mente (de forma controlada) há um conhecimento científico que é posto em prática. Como de resto há em quase toda a prática médica convencional que conhecemos. Na prática médica não convencional também há um conhecimento não científico que comprovadamente já resolveu anteriormente algumas questões. Em qualquer um dos casos, a aplicabilidade do conhecimento possibilita que seja alcançado um objectivo final de forma conhecida e expectável. Não raro, ambas as "escolas" visam a resolução de problemas de alcoolismo, droga, casos de depressão, entre outros.
A manipulação da mente de forma não controlada é, na minha perspectiva, pior. Porquê? Porque se no caso da manipulação da mente de forma controlada há uma tentativa de "burilar" alguns aspectos menos bons da personalidade e tendo em vista a eliminação ou controlo de determinado desvio, já no caso da manipulação não controlada há lugar à anulação da personalidade, dos gostos pessoais. Daí ter sido por mim conotada como pior.
Infelizmente conheço alguns casos de pessoas cuja mente está (ou foi) manipulada. São pessoas que não deixam de ser perfeitamente válidas, mas cujo trabalho de "se encontrar" está longe de ter terminado. Ou sequer de se ter iniciado. E há cada vez mais pessoas assim. E que infelizmente desconhecem estar dessa forma.

2 comentários:

Anónimo disse...

Sabe que sinto que é um Expert em Manipulação?

Anónimo disse...

E bipolar.