domingo, março 16, 2014

Operadoras Móveis

Fui cliente 96 muitos anos. Demasiados anos, concluo hoje com alguma tristeza. Afinal foi um número que dei a centenas/milhares de pessoas que tiveram a felicidade de o merecer. Por outro lado também constato ter sido muito o dinheiro que deixei de investir numa qualquer aplicação financeira mais rentável para, ao invés, "torrar" em chamadas.
Nos últimos dois meses, a TMN (actual MEO) pregou-me duas partidas que não achei piada. Sendo que em qualquer uma delas houve um claro e manifesto prejuízo. Adivinhem para quem...pois claro. Para mim.
Num momento em que a concorrência entre as três principais operadores móveis é cada vez mais feroz e com pacotes oferecidos com valores muitíssimo competitivos, a "MEO" deixa ter ser interessante e perde um cliente "generoso". Aproveito para soletrar bem a palavra "generoso" porque não tenho de memória a última vez que carreguei o telefone com um valor inferior a 50,00€. Poucos serão os clientes (da MEO ou de outra operadora móvel) que o fazem. Mas será, como é lógico, uma decisão pessoal.
Já aqui assumi no blogue os meus profundos diferendos com tudo o que é electrónico. Falo de computadores, telefones, "iPAD", etc. Tudo até corre bem quando acontece com naturalidade e normalidade. Quando as coisas não correm bem instala-se a ansiedade e não raro o meu grau de paciência varia de forma inversa à complexidade do problema que tenho em mãos.
No caso em apreço, o que motivou a minha decisão de deixar de ser cliente "MEO" sustentou-se em duas razões: a) Há produtos melhores oferecidos pela concorrência (leia-se pacotes que incluem chamadas gratuitas para todas as redes + sms gratuitos também para todas as redes) - sendo que até aqui tinha um tarifário que tinha associadas chamadas gratuitas para  a mesma rede + rede fixa + sms grátis para clientes MEO e b) Porque me apeteceu. É verdade. Apeteceu-me de uma vez por todas deixar de ser cliente "MEO". E abrir bem a boca para dizer presencialmente. À frente de outros clientes. Adorei. Foi a minha epifania.
Revi mentalmente as variadíssimas vezes em que operadores(as) do "call center" me atendiam e não conseguiam dar resposta às minhas simples questões, passando pelo mau aconselhamento prestado nas lojas por miúdos sem pêlos genitais e com idade para ser meus filhos culminando na não compreensão da minha argumentação sólida e sustentada de duas situações concretas que motivaram a minha ida por duas vezes a lojas da "MEO". Não tenho tempo (nem paciência) para andar a perder o tempo da minha vida a "a falar para as paredes".
Chega ao fim uma relação com mais de 20 anos. Acontece. Aos melhores!

1 comentário:

Anónimo disse...

"Fui cliente 96 muitos anos"
Dou-lhe os parabéns, consegui resistir muito tempo.