domingo, junho 15, 2014

O(s) pedido(s) de desculpa (que não houve)...

Portugal acabou por ficar pelo caminho no Mundial de futebol do Brasil. Da mesma forma que ficou a Espanha, a Inglaterra e outras selecções nacionais de futebol que ninguém esperava que fossem eliminadas promovendo outras selecções que ninguém dava nada pelas mesmas.
Depois de tanta mediatização à nossa escala de pequeno País, seria natural e expectável ter sido feito um pedido de desculpa público por parte do seleccionador/treinador da selecção portuguesa e do capitão da mesma selecção. Afinal, este último até foi considerado o melhor jogador do mundo. Donde, não se espera menos do que a excelência em campo e a humildade para assumir uma prestação menos boa e retratar-se perante o seu País. 
Assumir publicamente os erros/pedir desculpa não torna ninguém menos capaz. Demonstra integridade. Verticalidade. E afasta os "pseudo-vedetismos" que muitas vezes se percebem.

Sem comentários: