domingo, junho 01, 2014

Os(as) cobardolas...

Se há traço de personalidade que me deixa fora de mim é a cobardia. Nunca fui, não sou e nunca o serei. Mas percebo que há muita gente que o é e vive com aparente tranquilidade com essa questão. Passo a explicar.
Aqueles que, como eu, têm um espaço público de partilha de opinião pessoal (como é o caso de um blogue), sujeitam-se a ler críticas boas e críticas menos boas. Afinal trata-se de um espaço público. As coisas são mesmo assim.
Mas gostava de aqui deixar uma clarificação para aqueles(as) que optam pelas críticas anónimas. E que recebo com regularidade e como forma de me (teoricamente) me "atingir". Ganhem juízo.
Compreendo que haja pessoas que sejam fracas de cabeça. Parece-me aceitável estas pessoas optem por recorrer a um meio "fácil" e "básico" para me fazer chegar mensagens. Não deixa de ser o reflexo de mentes curtas e mesquinhas. Vale o que vale...e garantidamente que não pensam que as mesmas sejam completamente anónimas. Há formas muito simples de perceber quem são essas pessoas. E ao alcance de qualquer um (falo do tracking).
Da minha parte, e como até aqui, pautar-me-ei pela frontalidade e transparência. E continuarei a partilhar com quem me segue todos os comentários. Quer sejam abonatórios quer sejam pejorativos. Gosto que me critiquem (bem ou mal). Como dizia alguém há uns tempos atrás..não me importa que falem bem ou mal de mim. Desde que falem.

1 comentário:

Anónimo disse...

Bom,de tudo o que tenho lido neste blog ,de fato este tema é o mais pragmatico,e porqué?
Assim de uma vez só avisa as meninas que com toda a certeza andaram ,digamos assim com o autor do blog, a náo serem táo mal formadas.e já agora frustradas,eu tb sou mulher e tinha vergonha de fazer tais comentários.Eu conheço pessoalmente o autor,penso que náo havia necessidade.