domingo, dezembro 28, 2014

Balanço de 2014

Chegámos ao último texto de 2014 e é altura de fazer um balanço daquele que foi um ano rico em acontecimentos que contribuíram para a vida aqui do escriba.
Infelizmente não consigo identificar um evento que mereça mais destaque. Também não há uma situação que me tenha marcado particularmente e que mereça um destaque particular. Posso é dizer que globalmente me sinto mais maduro com o que vivi e experimentei neste ano que termina. E sem grandes problemas posso adiantar que o saldo é positivo.
Como em tudo, é normal que algumas pessoas tenham ficado desiludidas comigo. Umas mais, outras menos. Este ano acredito que sejam muitas. Um pedido especial de desculpa para todas essas pessoas cujos sentimentos, de alguma forma, foram feridos por mim. Ou cujas expectativas foram de alguma forma defraudadas. A vida é assim. E é feita de momentos e expectativas que poderão (ou não) ser partilhadas. O tempo em que são vividas pode ser divergente e aí há alguém que se sente frustrado(a).
Um ano é tempo o suficiente para ser realizado um exercício de introspecção e se perceber onde se pode melhorar. Acredito que, como em tudo, haja pessoas que prefiram posição acomodada (ou estar na zona de conforto) e não que vejam necessidade de mudar nada. Eu sinto essa necessidade. Constantemente. Melhorar sempre. Um processo contínuo que, como resultado final, uma pessoa (desejavelmente) melhor.
Não me vou alongar muito neste texto. Apenas e só quero desejar tudo de bom para aqueles que regularmente me lêem. Muita saúde e muito dinheiro é o que se quer. Já agora, bem hajam pelas críticas à minha escrita (cada vez mais) maravilhosa. Até 2015!!

Sem comentários: