domingo, dezembro 07, 2014

Os afilhados

Afilhado, por definição, é alguém que tem um padrinho. Lógico. Se num contexto "familiar", os padrinhos são pessoas escolhidas pelos pais para serem os "segundos tutores" e intervirem na educação dos filhos, num contexto laboral as coisas são diferentes.
O padrinho é alguém (com poder) que "apara os golpes". Que protege e que orienta para os melhores (e mais convenientes) caminhos. 
No presente momento há um recluso famoso em Portugal. Todos os dias se fala no mesmo. Tão famoso que se tem assistido a uma autêntica romaria de ex (e actuais) governantes rumo a um estabelecimento prisional localizado algures no Alentejo. E é precisamente isto que me apraz constatar e me leva a escrever este pequeno comentário que hoje partilho convosco.
Como é que alguém que ficou conhecido pela sua fácil irascibilidade e actualmente no foco de toda a atenção judicial....merece tantas visitas? Não entendo. A primeira (e única) justificação que me ocorre é que o recluso terá "estendido a mão" a muitos destes que o vão visitar. E que sabem que "ganham crédito" se foram respirar os ares alentejanos e aproveitarem para visitar o tal recluso. Sempre que é noticiada mais uma visita...penso para comigo que favor terá feito o padrinho. E em que medida a tal visita poderá ser indiciada criminalmente se o "outro" puser a boca no trombone...A ver vamos!

Sem comentários: