segunda-feira, março 30, 2015

Leite de aveia

Há dias experimentei o leite de aveia. O pacote até estava meio escondido numa prateleira de um supermercado e trouxe-o para casa para experimentar.
Sendo a aveia importante na dieta alimentar de quem faz exercício (e não só) apeteceu-me perceber se o sabor deste leite era verdadeiramente diferente do leite normal. Se havia alguma diferença mesmo grande. Não há. No caso do leite que trouxe para casa (creio que até escolhi o sabor de chocolate) a diferença para um leite "normal" achocolatado não é nenhuma. Uma questão de publicidade, parece-me a mim. O que não quer dizer que não sejam diferentes em termos de constituição e que para aquelas pessoas que sejam intolerante à lactose até resulte. Em termos de propriedades organolépticas (i.e. côr, brilho, luz, sabor, textura) era em tudo igual ao leite que sempre bebi!

domingo, março 22, 2015

Cansaço

O cansaço tem-se acumulado de forma notória. Pico de trabalho e regularidade no treino faz com que a reacção do organismo seja mais lenta e a motivação seja diferente. Como são duas esferas importantes (trabalho e actividade física) em alguma delas tinha de apostar mais. Apostei no trabalho. Como resultado....no final do dia, a vontade que tenho de ir treinar é a mesma que tenho de ser sovado. Esperemos que os próximos tempos sejam mais calmos em termos de trabalho. E que volte a vontade de ir treinar. 

domingo, março 15, 2015

Lista VIP

Diz que há um grupo de contribuintes portugueses que derivado dos seus cargos políticos ou proeminência pública integram uma lista chamada "VIP". Permitam-me, desde já, adjectivar esta singela lista de... palhaçada. E retenham, por favor, que é o adjectivo mais brando que consigo ser. Não raro faltam-me os termos quando sinto que me querem fazer passar por otário.
Aparentemente basta ser uma figura com destaque para se fazer parte da lista de cidadãos que....estão acima da Lei. Ou seja, ninguém tem nada que ver com a vida deles. E especialmente com a vida tributária. 
Naturalmente que "à boa maneira portuguesa" a divulgação desta lista incomodou muita gente. De tal forma que já houve demissões. E como seria de esperar, começou a "dança da cadeira". Veremos quem fica sem lugar no final da música.
Lógico que não posso concordar com a vida de alguém "esgravatada" por todas as 54 pessoas que trabalham no 4º andar do edifício da Autoridade Tributária. Mas já diz o adágio popular "quem não deve não teme". E por isso não entendo que receio poderão ter as pessoas que selectivamente fazem parte da lista!
No final do dia, mais um caso vergonhoso e que provoca não só a consternação social bem como o descrédito numa instituição que se quer idónea e isenta como é a Autoridade Tributária. Ninguém está acima da Lei. Antes de serem políticos são cidadãos portugueses (desejavelmente) contribuintes cientes das suas responsabilidades.

domingo, março 08, 2015

Conterrâneos

Há dias fui renovar o cartão do cidadão e o meu passaporte. Embora só caducassem em Agosto e Abril próximos, respectivamente, fi-lo já para evitar situações de stress desnecessárias. Assim, e após alguns minutos de espera fui atendido por um funcionário que, conversa puxa conversa, percebeu que eu tinha nascido em África.
Não é a primeira vez que isto acontece comigo e fico a pensar que quando se percebe que temos ali um conterrâneo como que o ar "desanuvia". Entre tantos outros portugueses nascidos por cá (Portugal) - aquele passa a ser UM momento importante que necessariamente tem de ser festejado de alguma forma. Tive a sorte de cair nas graças do digníssimo funcionário e consegui tratar de toda a documentação com ele. Poupei tempo e evitei filas sem fim naquele dia. Não deixou de ser curioso e...positivo na medida em que me despachei muito rápido!

domingo, março 01, 2015

Os entas

É verdade. Cheguei há dois dias atrás aos 40 anos. Não me sinto minimamente mal com o facto. Muito pelo contrário. Gosto de ter 40 anos. Ser quarentão. E ter um espírito e um corpo de alguém com menos 20 anos que eu.
Chegado a esta idade importa fazer um primeiro ponto de situação daquilo que já vivi. Terei, como qualquer um de nós, algumas referências. Umas boas, outras nem tanto. Passaram pela minha vida muitas pessoas, sendo que umas deixaram saudade por não ter tido oportunidade de as conhecer mais e melhor e outras que por este ou aquele motivo não deixam saudades. Globalmente tenho uma apreciação bastante positiva daquilo que já vivi. Não direi excelente porque como é sabido, sou demasiado crítico e exigente...mas estou em crer que qualquer outro ser humano à face da Terra avaliaria a minha vivência como bestial e bafejada pela sorte.
O ano em que estamos já começou com a consecução de alguns objectivos pessoais. Mais no campo profissional é certo, mas que naturalmente contribuem de forma directa na minha pessoa.
Sinto-me mais maduro e responsável. É curioso dizer isto quando aquilo que aconteceu foi apenas e só o passar de mais um dia do calendário. Mas o que é certo é isto que sinto.
Posto isto..a todos e todas que me desejaram um feliz aniversário o meu obrigado. Aos que não desejaram, estou certo que estive todo o dia no seu pensamento!! Para o ano há mais!