domingo, junho 21, 2015

A indiferença injustificada

Há poucos sentimentos tão descabido como seja a indiferença. Uma pessoa que me tenha feito mal, que tenha sido ou seja injusta comigo ou com quem, por algum motivo, não seja possível lidar, merecerá, naturalmente, a minha indiferença. Justificada, claro. 
Não acredito que haja alguém que conscientemente me podem acusar de ter sido injustamente indiferente. De memória não tenho lembrança de alguma vez o ter sido. Contudo, constato com alguma infelicidade, que são cada vez mais as pessoas que o são comigo. Para quem simplesmente..não existo. Ou fingem (de forma muito convincente) que não existo. Não percebo bem o porquê. Enfim..viver e aprender.

Sem comentários: