domingo, dezembro 13, 2015

Candidatos Presidenciais

Tenho acompanhado com confessa curiosidade as intervenções dos vários candidatos a Presidente da República de Portugal. E à semelhança da campanha eleitoral para as Legislativas, sigo com surpresa as intervenções de alguns dos candidatos. Desde o quadrante político mais à esquerda até ao quadrante político de centro-direita.
Não tenho interesse algum em falar de cada um dos candidatos. Seria um exercício complexo, denso e moroso. Em bom rigor, entendo que algumas das candidaturas surgem em consequência do direito que assiste qualquer cidadão português, com mais de 35 anos (entre outros requisitos) de se apresentar a votos para ser o Presidente de todos os Portugueses.
É natural que a minha atenção esteja focada no candidato que vem do quadrante político mais à Direita. Outra coisa não seria de esperar. Mas tenho reservas quanto ao mesmo. Noto uma distância planetária em termos intelectuais. Não tem qualquer opositor possível nesse campo. O facto de ter entrado em nossas casas durante muitos anos, enquanto comentador, também lhe concede uma primazia inigualável em sede de projecção e/ou mediatismo. E isso poderá ser um factor preponderante nas urnas. Afinal os Portugueses estão habituados a "jantar" com ele.
Mas há um senão. Como em tudo. A ser efectivada a vitória, perder-se um excelente comentador televisivo e um académico brilhante (diz-me que já teve a felicidade de o ter como docente). Além de politicamente não ter tido sempre bons resultados. Espero que cumpra bem o papel a que se candidata. E que tenha um papel apaziguador nos vários pontos de discórdia que existirão.

Sem comentários: