domingo, setembro 04, 2016

Netflix

Para quem como eu é viciado em séries televisivas (e alguns filmes), há desde há alguns meses a esta parte uma nova tentação no mercado nacional - chama-se canal "Netflix".
Há dois princípios que norteiam o funcionamento deste canal: "pay-to-view" e "streaming". No meu parco conhecimento informático tentarei partilhar em que consiste cada um deles.
O primeiro princípio é relativamente simples. Pagar para ver. É um canal que funciona como repositório de vários conteúdos televisivos (séries e filmes), devidamente actuais e legendados. Está também subjacente uma lógica de mercado e uma consequente entrega de um produto melhor em função do que se paga - há três opções de planos possíveis. Em resumo, quanto mais alto fôr o preço pago pelo plano, melhor a qualidade do vídeo que se pode aceder (se o mesmo estiver disponível nesse formato) e ainda maior a quantidade de dispositivos (e.g. PC, tablets, smartphones, etc.) em que será possível visionar os conteúdos em simultâneo.
O segundo princípio também é fácil de resumir. Assenta no facto de não ser necessário ocupar memória dos dispositivos (i.e. gravar para ver mais tarde). Existindo uma ligação à internet, em qualquer ponto do mundo e a qualquer hora é possível seguir a(s) série(s) preferida(s). Ou ver um filme.
Há 3 formas de pagamento para acesso aos conteúdos: Paypal, VISA e através da compra de cartões nas lojas do grupo Sonae/Sierra. Aqui, neste ponto em concreto vejo uma desvantagem. Se alguém tiver dificuldades de mobilidade e não possuir uma conta no Paypal ou não quiser associar o cartão VISA, à partida não conseguirá aceder ao canal "Netflix". É certo que haverá sempre alguma solução, mas não é prático para quem não verificar as duas primeiras condições. No nosso mercado (Português) - e por mim falo - uma opção de pagamento por "homebanking" seria muito bem recebida. Assim sendo, opto para já, e enquanto não surge outra opção, comprar os cartões. 
Com o pagamento realizado, o processo subsequente é simples. É necessário criar uma conta na internet e depois colocar o código que está no cartão (se fôr esse o meio de pagamento escolhido) no local respectivo. E os conteúdos ficam disponíveis. E asseguro que são milhares!
Um aspecto positivo é o chamado período de experimentação ou teste. Durante um mês, depois de criada a conta, a Netflix oferece gratuitamente o acesso aos conteúdos. A partir daí, para aceder, é necessário proceder ao pagamento nos moldes que refiro acima. 
Nota: Actualmente, há alguns televisores de última geração que já disponibilizam o acesso a este canal. Gratuito durante o primeiro mês. Pago a partir daí! 

Sem comentários: