domingo, outubro 23, 2016

Brinquedo novo

Estou a poucos dias de ir buscar o meu brinquedo novo. Há ainda um detalhe importante que consiste na minha inspecção e do meu mecânico, que vai comigo ver o carro. Isto porque o carro está longe de Lisboa. E vamos os dois vê-lo no início da semana que entra. Mas tudo indica que terá um novo dono.
É um regressar ao todo-o-terreno depois de uns anos afastado, e por via de ter abraçado o restauro / recuperação de um clássico. Contudo, constatei que a utilização do clássico não era aquela que pensei que ía ser e optei por vender o mesmo, tendo formalizado a venda a semana que agora termina. Donde, a opção recaiu, com muita naturalidade, no jipe. 
Este jipe é diferente do que já tive em tempos. É maior. Muito maior. Mas permite-me realizar algumas coisas que com o outro não me eram permitidas: velocidades mais altas e estáveis (claro que não será a loucura) e, quem sabe, uma incursão pelo Norte de África. E claro, é um carro maior para o Afonso (e a Maria Luísa, mais tarde) se deliciarem a andar. Com o tio. 

Sem comentários: